4 Principais tendências de turismo para 2014

 Em Marketing

As principais tendências de turismo para 2014

Hiperpersonalização

Hiperpersonalização, ou customização da experiência da viagem, onde os meios digitais permitem a abertura de opções de escolha e o cliente poderá personalizar a experiência de acordo com o seu gosto. Através disso é possível conhecer as principais preferências do seu cliente, possibilitando ao agente montar roteiros especiais, oferecer surpresas, tratá-lo como uma personalidade, como um cliente já conhecido. A experiência de viagem é comunicada em tempo real, impactando através de fotos e vídeos todos os amigos da rede de seus clientes.

Mobile

Recentemente, o Google divulgou que 50% das buscas feitas sobre viagens, só em 2013 foram provenientes de algum dispositivo móvel. Nos dias de hoje, cada vez mais os consumidores acessam a internet através de outros dispositivos além do computador, por conta de seu dia a dia agitado. Por isso, uma das principais formas de conectividade se resume ao mobile, que está com ele o tempo todo. E a tendência é só aumentar. Ou seja, vale pensar em opções que se adaptem à novidade, como versões do site adaptadas, sistemas de reserva para mobiles, aplicativos, entre outros.

Turismo de experiência

Turismo de experiência é uma modalidade que consiste em uma espécie de viagem que inclua algum “programa” notável – ou seja, algum tipo de “aventura”, algo diferente do que o público está acostumado a vivenciar. Proporciona tal enriquecimento que permite ao viajante uma “transformação”. Exemplos: Voar de balão na Capadócia, mergulhar com tubarões brancos na África do Sul, ou até mesmo aprender culinária mineira em algum hotel-fazenda de MG. Vale lembrar que a questão da experiência é algo muito pessoal, ou seja, o que pra uns pode ser um sonho, pra outros, pode ser um pesadelo, como por exemplo, uma pessoa que tem fobia de altura jamais voaria de balão na Capadócia. Ofereça para aqueles que já fizeram algumas viagens com a sua agência, e baseando-se em suas preferências, mostre o melhor pacote que caia no seu gosto.

F- Factor

“F-factor”, na sua sigla em inglês, faz menção ao “Friends, Fans and Followers” (amigos, fãs e seguidores). Faz referência ao enorme crescimento das redes sociais e a influência que as comunidades tem nas decisões de compra dos consumidores. É expressiva a porcentagem de pessoas que avaliam a opinião de outros antes de realizar a compra – ou seja – sua agência pode e deve se adaptar à essa tendência, criando perfis nas redes mais acessadas, como Facebook, Twitter, Instagram, entre outros.

E você, já está se adequando às tendências? Assine nossa newsletter e receba dicas para alavancar o seu negócio!

 

Artigos recomendados

Deixe um comentário