Indicadores do setor de turismo – Parte V

 Em Marketing
indicadores do setor de turismo parte V

indicadores do setor de turismo parte V

Em nosso último post, falamos sobre os principais dados relacionados à mídias sociais e viagens corporativas. Hoje, em nossa última abordagem do tema, falaremos sobre o GP Brasil de F1 e as nossas considerações finais sobre os números de 2014. Boa leitura!

Grande Prêmio Brasil de F1

Dados fornecidos pelo Obsevatório do Turismo confirmam que em 2014 os lucros gerados pelo evento aumentaram 13,4% se comparado ao mesmo período em 2013. Essa porcentagem fez o GPBrasil F1 faturar R$296 milhões, levando-o assim ao título de evento mais importante da cidade de São Paulo em impacto econômico. Para assistir ao GPBrasil F1, estima-se que a média de turistas em São Paulo tenha subido de 2,34 para 2,67 dias para os brasileiros, e de 3,58 para 3,83 dias, para os estrangeiros. E esse aumento também vale para os gastos. Segundo dados do Observatório, os visitantes do evento deixaram na cidade mais de $200.00 se comparado ao mesmo mês de 2013.

Considerações finais

De modo geral, 2014 foi um ano de grandes avanços para o setor de turismo: São Paulo foi líder na pontuação, se comparado aos outros estados do Brasil. Como de praxe, em SP o início do ano é época de baixo volume, chegando a até 20% da média habitual de volume de negócios. Porém, setores como transporte aéreo e rodoviário vêem maior movimentação, visto que o maior volume de turistas do país saem da capital paulista. De acordo com o Estudo da Demanda Internacional, São Paulo e Rio de Janeiro seguem a frente como destinos mais procurados e visitados por estrangeiros no país: RJ como destino preferido para lazer e São Paulo como destino preferido para negócios e eventos.

Artigos recomendados

Deixe um comentário

não perder clientes para agências de viagens on-line