No que o cliente se baseia na hora de escolher sua agência de viagens

 Em Agência de Viagens, Marketing, Relacionamento

7_10 II

Você já se perguntou sobre o que o cliente pensa quando você está apresentando algum plano? Confira agora essas 5 dicas importantes que separamos!

Informações corretas, precisas e diretas

Na fase de comparação, o cliente sempre vai dar mais valor para a agência de viagens que passar informações precisas sobre as datas, hora de partida, quantas vezes, acomodações, valores entre outros, mesmo se ainda for um lead frio.

Os valores devem ser claros, diretos e de fácil compreensão, além de sempre estarem atualizados.Passar informações desatualizadas que fará o consumidor aderir a algum pacote ou produto e o mesmo não ter tudo o que foi prometido é péssimo! É um grande risco de receber um feedback negativo. É importante não deixar o cliente com dúvidas, algumas informações nunca são de mais, principalmente na hora de viajar.

As opiniões de terceiros

O marketing boca a boca entre amigos e familiares sempre é o mais eficiente, e disso todos sabem. Mas sempre aparece, de vez em quando, um cliente insatisfeito por conta de algum imprevisto ou alguma distração.

É importante ficar atento para efetuar as conversões e garantir que não ocorra novamente, principalmente levando em conta que um feedback negativo repercute muito mais do que um feedback positivo.

Pode apostar que o cliente sempre leva mais em consideração a opinião de outro cliente, do que a palavra de quem está tentando vender pra ele.

Conforto e satisfação são melhores avaliados do que preço baixo

No caso de você estar pensando em promoções, ou preços realmente atraentes, os clientes vão se perguntar se realmente vale a pena, principalmente se estiver lidando com um cliente que já teve experiências ruins por pagar muito barato em um serviço péssimo.

Nesse caso procure mostrar o quão bom é o seu serviço e como foi boa a experiência para seus clientes. Procure apresentar seus feedbacks, fotos reais dos destinos, e deixe claro as suas intenções.

Quando você consegue transmitir o valor que seu produto tem (não estou falando de valor monetário), a sua empresa sai da zona de comparação. E você só vai conseguir transmitir esse valor quando mostrar o quanto o seu produto/ serviço foi importante para alguém.

Em alguns negócios executados por profissionais sem capacitação ou pouco comprometidos, não é incomum o barato sair caro, deixando o cliente completamente insatisfeito.

Serem lembrados

Se assegurar que aquele cliente vai utilizar seu serviço novamente, é tão fundamental (mais, em alguns casos) quanto captar novos clientes.

É fundamental estreitar a relação com o cliente, e existem inúmeras maneiras de fazer, como por exemplo, uma ligação ou um e-mail pós viagem a fim de saber como foi a viagem, utilizar fotos tirada pelo cliente em seu site, páginas de redes sociais e/ou agência física, entre outras. É também uma ótima maneira de coletar feedbacks.

Seja interessado! Mantenha registros sobre os seus clientes: onde ele foi, quando, como e pra quê.

O contrato

O cliente estar seguro é importantíssimo, ou seja, nada de assinaturas em vias em branco, ou pressão para que a assinatura seja feita. Se aquele cliente que já foi lesado em uma negociação com outra agência não estiver seguro sobre o contrato, e ainda for pressionado, ele não fechará negócio.

Cada vez mais clientes estão buscando contratos flexíveis no caso de transtornos, doenças, ou outros motivos que causem a perda da tão sonhada viagem. Então não pense que vai perder seu lucro ou lucrar menos, caso o contrato seja cancelado. O cliente sempre se lembrará de como você foi legal com ele quando precisar viajar novamente.

O contrato ainda é um tabu! Não aja como se aquilo fosse óbvio e que qualquer um saberia. Sempre pergunte se ficou claro para o cliente.

 

E você? Tem dicas para compartilhar com a gente? Conte aqui nos comentários!

Grande abraço, e até mais!

Artigos recomendados

Deixe um comentário