Ciclo de vida do cliente: você conhece suas etapas?

 Em Marketing, Relacionamento

29_04 II.fw

Você já ouviu falar sobre o Ciclo de Vida do Cliente? Assim como o Ciclo de vida dos Produtos, o Ciclo de Vida do Cliente (ou Customert Lifecycle Management) estuda todo o caminho que o consumidor faz, desde quando ainda é um prospect até o momento em que ele deixa de ser cliente da empresa, tendo como objetivo otimizar a relação dos clientes com a sua empresa. Para cada uma das etapas há atitudes há serem tomadas! Elas são:

 

1- Segmentação de clientes:


Já falamos várias vezes aqui no blog a importância de segmentar seu público-alvo, por isso é essencial criar suas personas! Conhecendo seu público, você conhece suas expectativas, anseios, hábitos de consumo e fica muito mais fácil direcionar a campanha. Essa é a primeira etapa do Ciclo de Vida do Cliente, afinal, como oferecer um produto ou serviço sem conhecer as características de quem irá adquiri-lo?

Se você quer saber um pouquinho mais sobre personas clique aqui, e também entenda porque é importante mante-las atualizadas.

 

2- Aquisição de clientes:

 

Essa é a fase em que a empresa irá atrair seus leads com a intenção de transformá-los em clientes! Por isso a etapa anterior (segmentação do público) é tão importante. Nesse estágio, você deverá fazer com que o prospect se interesse pela sua empresa e a compra seja concretizada! Se você ainda está um pouco confuso sobre essa etapa, temos um artigo que pode te ajudar

 

3- Rentabilização de clientes:

Se você quer manter um cliente pela vida inteira, essa etapa também é essencial. Muitas empresas depois que conseguem concretizar a venda não se preocupam em manter o cliente, e nem preciso dizer que essa atitude reflete no seu consumidor migrando para a concorrência, não é? As vezes atitudes simples como ligar para saber como foi o atendimento, pedir um feedback do produto/serviço adquirido deixa claro ao consumidor que sua empresa está preocupada com a opinião dele e em melhorar sempre.

 

4- Retenção de clientes:

Algumas empresas ainda não sabem, mas é bem mais barato manter um cliente antigo do que conquistar um novo! Portanto, quando algum cliente assíduo der sinais que possam te preocupar, como reclamações constantes ou diminuir suas compras, entenda que essa é a hora que você deve pensar na retenção! Lembre-se que você deve agir como um amigo do seu consumidor, buscando entender suas insatisfações e tentando contorná-las sempre que possível, fazendo com que o acordo seja vantajoso para ambos os lados.

 

5- Recuperação de clientes:

Inevitavelmente você perderá alguns clientes, assim como todas grandes empresas já perderam. Mas calma que nem tudo está perdido! Afinal, sempre temos que enxergar o lado bom nas coisas, não é? Há alguns clientes que não trazem vantagens para sua empresa e você precisa admitir isso, portanto se você perdeu alguns desses, não se desespere. Quanto aos bons clientes perdidos, é importante que você o identifique e tente recuperá-los!

 

Por hoje é isso!
Deixe sua opinião nos comentários!
Abraços e até a próxima. :)

Artigos recomendados

Deixe um comentário